A planta baixa é um desenho técnico que mostra as paredes e cômodos de uma estrutura como se fossem vistos de cima. É composta por linhas que indicam a estrutura do imóvel, ou seja, as paredes, portas, janelas e demais elementos. Pode representar um edifício inteiro, um andar ou um cômodo individual.

É considerada um documento obrigatório de qualquer construção, sendo exigido para a concessão do álvara de construção. A planta baixa também tem outras funcionalidades práticas para arquitetos e construtores, como:

– Mostrar claramente a divisão entre os espaços, sendo útil para ajudar a projetar layouts de móveis e sistemas de fiação;

– Permite experimentar diferentes alternativas de design de fluxo de pessoas pelo local;

– Ajuda a fazer as mudanças necessárias antes de prosseguir para as fases mais elaboradas de planejamento ou construção;

– Serve como base para a elaboração de outros projetos complementares, como elétrica, hidráulico, estrutural, etc.

Planta baixa humanizada

Bastante utilizado por arquitetos na apresentação de projetos, este tipo de planta é feita com desenhos mais elaborados e contém mais detalhes do imóvel, como a representação dos móveis, pisos e objetos. O que facilita no entendimento de pessoas leigas, pois é possível visualizar com mais facilidade o ambiente depois de pronto.