Alface, rúcula, tomate, salsinha, repolho, couve e alecrim. Isso cheira à lista de compras no sacolão… mas não é! Esses e outros legumes, verduras e temperos estão abrilhantando cozinhas, varandas e muitos cantos de apartamentos dos adeptos de uma nova tendência: ter uma horta em casa. O hábito que se converte em refeições mais saborosas e saudáveis, traz ainda outros benefícios. Quer saber como concretizar este desejo? Visite nosso blog e leia a matéria completa.

Avaliação do espaço e da insolação disponíveis e definição do tipo de vegetais que se deseja plantar são fundamentais no processo de cultivo de hortaliças no lar

Alface, rúcula, tomate, salsinha, repolho, couve e alecrim. Isso cheira à lista de compras no sacolão… mas não é! Esses e outros legumes, verduras e temperos estão abrilhantando cozinhas, varandas e muitos cantos de apartamentos dos adeptos de uma nova tendência: ter uma horta em casa. O hábito que se converte em refeições mais saborosas e saudáveis, traz ainda outros benefícios. Representa economia e ainda exercita o ato de cuidar entre todos os integrantes da família, inclusive crianças.

Mas como ter uma horta em espaços onde há apenas concreto? A arquiteta Sônia Simão, sócia-proprietária da Cosi Arquitetura, dá a dica: “as hortas cultivadas dentro de casa podem ser plantadas de diversas formas e diferentes locais. O importante é considerar o espaço e a insolação disponíveis e o tipo de vegetais que se quer cultivar para depois definir o modo adequado de plantio”, afirma.

Ela explica que, se a casa ou apartamento tem pouco espaço e as espécies forem de pequeno porte, a exemplo dos temperos, uma boa opção é usar vasos pequenos, dispostos em uma bancada ou em prateleiras instaladas na parede, de forma estratégica para que a horta receba o sol na medida certa.

“Quando o espaço disponível for maior, como é o caso de apartamentos de cobertura ou áreas privativas, vale à pena investir em canteiros mais generosos, onde é possível cultivar espécies de porte médio”, orienta a paisagista, destacando que verduras e legumes são boas opções para estes casos.

DECORAÇÃO

E horta não significa beleza apenas nos pratos. Misturar o colorido, e especialmente o verde de folhagens e frutos, com móveis e peças da casa, pode ser um elemento decorativo muito interessante. “Trazer um pouco da natureza para os ambientes do lar, sejam eles uma cozinha, varanda, espaço gourmet ou até um cantinho da sala de estar, deixa esses espaços mais bonitos e charmosos”, diz Sônia.

Mas, ter uma horta exige cuidados e não basta apenas a empolgação da compra de vasos, sementes e mudas. De acordo com a paisagista Renata Cenachi, da Jardinar Paisagismo, “é importante pesquisar sobre a forma e local adequados para plantio; garantir a quantidade certa de insolação e obedecer à periodicidade da rega, conforme as necessidades de cada espécie”.

Para exemplificar, Renata Cenachi e a sócia Denise d’Avila, também paisagista, destacam algumas dicas e também falam as espécies mais procuradas pelos horticultores urbanos. No caso da horta de temperos, as espécies de pequeno porte, como alecrim, tomilho, cebolinha, salsinha, orégano, manjericão, sálvia e pimenta, são as mais comuns.

O PLANTIO

Para este tipo, o segredo é preparar bem a terra, revolvendo e afofando para retirar algum tipo de erva daninha. Depois, deve-se aplicar o composto orgânico e esterco bem curtido, pois ele melhora a textura da terra, além de ter nutrientes para as plantas. As especialistas alertam que é importante, também, observar o espaçamento na hora do plantio, pois as mudas vão crescer e isso não pode se tornar um problema no apartamento. Sobre a quantidade de sol, a orientação é que a horta tenha uma insolação de 4 a 6 horas por dia e rega abundante nas primeiras semanas, sempre nos horários mais frescos. “A rega deve ser diária e sempre abundante, nos primeiros horários da manhã ou no final da tarde”, explica Denise.

Espécies de médio, a exemplo do alface, repolho, cenoura, couve, tomatinho, rabanete, entre outros, também são bem-vindos na horta em casa. O plantio pode ser feito com sementes ou mudas e a escolha do alimento deve ter como base a adaptação ao clima local.

“O canteiro deve ser bem preparado para este cultivo, com revolvimento da terra, que deve ser acrescentada de composto orgânico e esterco bem curtido”, afirma Renata. E sobre a quantidade de calor, é preciso saber que, para se desenvolver, as espécies precisam de 4 a 6 horas de sol diariamente, com rega abundante no início da manhã e à tardinha. Mas, fica uma dica valiosa: é importante que as mudas sejam plantadas na ausência do sol, para não morrerem.

“Enquanto as plantas maduras necessitam de mais sol, as mudas mais novas devem ser mantidas protegidas do sol da tarde por um sombrite. O solo deve estar sempre úmido e a rotação da cultura deve ser observada. Também é importante que, a cada colheita seja alternado o tipo de plantio, diz Denise.

As paisagistas lembram ainda que algumas espécies podem ser plantadas juntas, pois se ajudam, mutuamente, proporcionando um melhor desenvolvimento. É o caso das combinações cenoura e beterraba; alecrim, sálvia e tomilho; repolho, brócolis e espinafre; tomate e abóbora; hortelã e alface. Neste último caso, o hortelã ajuda a espantar formigas, que gostam de comer as folhas novas do alface. Outros, no entanto, precisam ser plantados separados, como a salsinha, a pimenta, e também o morango.

Um dos grandes atrativos de se ter uma horta em casa é a possibilidade de se exercitar o ato de cuidar. Tarefas, como plantar, adubar, regar e colher, podem incluir toda a família em um processo participativo e divertido. Para as crianças, a experiência pode ser uma rica oportunidade de aprendizado sobre as fases de desenvolvimento das plantas, sobre responsabilidades e trabalho em conjunto.

Para todos os casos, a recompensa não poderia ser melhor: utilizar hortaliças cultivadas em casa, e livres de agrotóxicos, é sinônimo de saúde, alegria, bem estar e economia na hora do sacolão.

CONTATOS:

Cosi Arquitetura

www.cosiarquitetura.com.br
Instagram @cosiarquitetura
E-mail: contato@cosiarquitetura.com.br

Jardinar Paisagismo
www.jardinar.com.br
Instagram @jardinarpaisagismo
E-mail:  renata@jardinar.com.br